Nesta Missa de Santo Ezequiel temos a oportunidade de nos aproximar de Deus e fazermos os nossos pedidos para este poderoso intercessor principalmente para as pessoas enfermas, notadamente nos casos de câncer. Poderemos ouvir depoimentos de inúmeros milagres e no final o sacerdote faz a imposição de mãos com oração de cura de Santo Ezequiel. Mais »

Santa Rita de Cássia, talvez uma das mais populares devoções do mundo. Inúmeros casos de graças alcançadas pela padroeira das causas impossíveis. Sua missa traz em seu bojo a bênção das pétalas de rosa que são distribuídas e bênção com aspersão de água. Mais »

 

NOSSA SENHORA DE LOURDES

Vamos pedir proteção e refúgio em Nossa Senhora de Lourdes

O coração do justo exultará no Senhor

“O justo alegra-se no Senhor e nele espera; e gloriam-se todos os retos de coração(Sl 63,11).

Acabamos de cantá-lo com a voz e com o coração. A consciência e a língua cristãs dizem estas palavras a Deus: Alegra-se o justo, não com o mundo, mas no Senhor.

A luz nasceu para o justo, diz outro lugar, e a alegria, para os retos de coração (Sl 96,11).

 

Apresentação do Senhor

 

Festa da Apresentação do Senhor – Maria e José levaram Jesus a Jerusalém para apresentá-lo no Templo

São Lucas 2, 22-40

 

 

 

 

 

Sáo Sebastião

São Sebastião é um dos santos mais famosos entre o povo brasileiro. Por causa de sua poderosa intercessão e incontáveis milagres obtidos, ele se tornou padroeiro de muitas cidades e outras tantas cidades e bairros por todo o Brasil receberam o nome de São Sebastião.

 

 

SERMÃO DE SANTO AGOSTINHO SOBRE SÃO JOÃO BATISTA

 A Voz que clama no deserto

 

A Igreja celebra o nascimento de João como acontecimento sagrado: não há nenhum, entre os nossos antepassados, cujo nascimento seja celebrado solenemente. Celebramos o de João, celebramos também o de Cristo: isto tem sem dúvida uma explicação. E se não a damos tão perfeita como exige a importância desta solenidade, meditemos ao menos nela, mais frutuosa e profundamente.

 

 

 

SANTO AGOSTINHO E OS 7 SACRAMENTOS

Agostinho foi bispo de Hipona (litoral noroeste da África). Nasceu em Tagaste (Numídia) em 13 de Novembro de 354 e morreu em Hipona em 28 de Agosto de 430. Ele é um dos mais proeminentes doutores da Igreja. Em seu ministério combateu fortemente as heresias dos Maniqueus e Pelagianos. (ENCICLOPÉDIA CATÓLICA, 1907). Neste artigo iremos analisar as passagens nas quais santo Agostinho demonstra sua crença nos 7 sacramentos cristãos.

Epifania do Senhor

A origem oriental desta solenidade está implícita no seu nome: Epifania (revelação, manifestação). Os latinos usavam a denominação festividade da declaração ou aparição com o significado de revelação da divindade de Cristo ao mundo pagão através da adoração dos magos, aos judeus com o batismo nas águas do Jordão e aos discípulos com o milagre das bodas de Caná.

NOSSA SENHORA RAINHA DA PAZ DE MEDJUGORJE

No dia 1º janeiro a igreja celebra N.S. Mãe de Deus e juntamente o Dia Mundial da Paz e é oportuno este artigo.Da mesma forma que N.S. de Fátima em 1917 antecedeu a segunda guerra mundial e a destruição de milhões de vidas. Assim nos chegou N.S. de Medjugorje antes da maior matança do século XX , a guerra da Bósnia, que foi o conflito mais prolongado e violento da Europa desde o fim da II Guerra Mundial, com duração de 1.606 dias. A guerra durou pouco mais de três anos e causou cerca de 200.000 vítimas entre civis e militares e 1,8 milhões de deslocados em 1995

Natal segundo Santo Agostinho

Com os sermões agostinianos sobre o nascimento do Senhor é possível reconstruir um presépio que recorda as reflexões do Santo sobre o mistério de sua aparição humana neste nosso mundo. É um presépio teológico ou cristológico onde a presença de Deus ilumina tudo, ao mesmo tempo em que projeta sombras profundas: Um mirante de grandes contrastes e paradoxos.

O LACAIATO EM SANTO AGOSTINHO

 

 

“Ninguém pode dizer, porque o amor, Deus, é invisível. Porém, é verdade que tem pés: são os que caminham para a Igreja; tem mãos: são as que se estendem para os pobres; tem olhos: são os que veem o necessitado; tem ouvidos: são os que escutam o Senhor. ” (In Io. Ep. 7, 10)