Category Archives: Santo Agostinho

ORAÇÃO DE SANTO AGOSTINHO PARA O ADVENTO

Ó Senhor, não me glorio das minhas obras… não louvo as obras das minhas mãos; tenho receio de que, se Tu as examinas, nelas encontrarás mais pecados que merecimentos.

Só peço uma coisa e esta espero alcançar: não desprezeis as obras das Vossas mãos.

Contempla em mim a Tua obra e não a minha, porque se olhares para a minha, terás de condenar-me; mas se olhares para a Tua, salvar-me- ás.

Abba Pai – A Filiação Divina

Hoje meditamos sobre ser filhos de Deus pelo Espírito. Para poder construir a comunhão é preciso chegar à convicção de todos somos irmãos/as, pois temos um mesmo DEUS, cujo amor nos une e nos leva a superar nossas diferenças.

A AMIZADE EM SANTO AGOSTINHO

A amizade tem em Sto. Agostinho uma importância singular por seu pensamento e sua experiência.As ciências humanas, coincidem em afirmar que todo homem é um ser que traz enraizada em sua própria natureza uma inclinação, um chamado à comunicação. Podemos dizer que o ser do homem é um “ser com” e seu viver um “com viver

SANTO AGOSTINHO – A BUSCA DE DEUS E DA ALMA

Ó Senhor, cumpre em mim Tua obra e revela-me essas páginas! ” Com estas palavras, o Bispo Agostinho de Hipona, aos 43 anos de idade, abre o seu coração. Não fora fácil o caminho de sacerdote, que, dentro do silêncio das noites africanas, invocava o auxílio divino. Agostinho conhecera os prazeres do mundo, a sensualidade das festas pagãs, o aplauso das multidões deslumbradas por sua oratória. E quando, finalmente, se voltou para dentro de si, já era bispo há pelo menos dois anos, venerado em toda a África. Reconstruindo sua existência desde o princípio, ele visa a expurga-la de toda culpa, para entregá-la novamente a Deus. Ao escrever as Confissões, numa exposição por vezes ingênua de todos os seus sentimentos e conflitos até a reconquista da fé, Agostinho dirige-se principalmente a Deus. Mas não esquece o rebanho que lhe foi confiado: “Quem eu sou nesse exato momento é o que desejam saber muitos. Mas para que desejam saber isso? Para congratular-se contigo, ó Senhor, ouvindo como eu avancei por obra Tua pelo Teu caminho, e para rezar por mim, sentindo quanto meu peso me faz retardar o passo. Se assim for, é para esses que falo”.

Santa Mônica por Santo Agostinho

Buscávamos um lugar onde nos pudéssemos instalar mais comodamente para te servir e juntos rumávamos para a África quando, chegando a Óstia, na foz do Tibre, faleceu minha mãe.Muitas coisas passo em silêncio, porque tenho pressa. Recebe minhas confissões e ações de graças, meu Deus, pelas inúmeras bondades que não menciono aqui. Mas não quero calar o que brota de minha alma a respeito desta tua serva, que me gerou na carne para a luz temporal, e no coração para a luz eterna. Não referirei suas qualidades, nem a si mesma se havia educado. Foste tu quem a educaste, nem seu pai, nem sua mãe sabiam o que viriam a ser aquela a quem geraram.

Sermão da Montanha por Santo Agostinho

Neste mês agosto, comemorativo de Santo Agostinho obtivemos um livro precioso que é o Comentário ao Sermão da Montanha de Santo Agostinho. Neste Sermão que podemos ler em Lucas 5, Jesus nos apresenta a sua doutrina. Apresentamos aqui um pouco deste texto e colocaremos o texto completo na seção livros deste site.

 

TARDE TE AMEI

SANTO AGOSTINHO E A VIRGEM MARIA

 

 

 

 

 

 

A Presença Real de Cristo na Eucaristia

A doutrina eucarística de Santo Agostinho logo deu margem a diversas interpretações, que continuam até os nossos dias[46]. Não vou tratar de toda essa complexa temática, mas agrupar alguns textos em torno de algumas sínteses que são seguras:

Pentecostes, o coroamento da Páscoa

O povo judeu celebrava a Páscoa, como sabeis, com a imolação de um cordeiro, que depois comia com pães ázimos. Esta imolação do cordeiro prefigurava a imolação de Jesus Cristo, e os pães ázimos, a vida nova purificada do velho fermento. […] E, cinquenta dias depois da Páscoa, este mesmo povo festejava o momento em que Deus lhe dera, sobre o Monte Sinai, a Lei escrita com sua mão, com seu dedo.